De acordo com o artigo 4º, da lei municipal nº 2, de 1949, o Escudo de Castro, possui as seguintes características:

Ao centro: Um escudo português, dividido ao meio por uma linha horizontal, formando dois campos distintos:

- Na parte inferior, em verde, as ricas pastagens nativas e nelas o cavalo, o boi, o pinheiro, fatores econômicos de prosperidade primitiva. O Rio Iapó e, ao fundo, as serras, marcas dos primitivos sesmeiros, época das grandes fazendas de criação de gado, a vida da Freguesia de Santana do Iapó (5 de março de 1774).

- Na parte superior, em campo azul, o "Pelourinho" (Símbolo da Justiça Régia), o predicamento de vida, autonomia, a organização administrativa e judiciária da Vila Nova de Castro (21 de janeiro de 1789).

Ao alto: O Mural das Antigas Municipalidades, símbolo das cidades.

Aos lados: Ao esquerdo, uma haste de milho em desenvolvimento e, ao direito, hastes de trigo, tendo em ambos os lados uma estrela no vértice, lembrando os distritos de Socavão e Abapan.

Embaixo: Uma banda com o nome da Padroeira e a data da primeira missa rezada na região, e no desdobramento, o nome da cidade e a data da elevação ("Sant'Ana 26-7-1769" e "Castro 21-1-1857").