Na quarta-feira (27) a equipe do MV Selmer/Caramuru Vôlei Castro conquistou a terceira vitória consecutiva na Superliga B ao derrotar por 3 sets a 1 (19/25, 25/22, 27/25 e 25/21) a equipe do São Bernardo. Jogando em casa, no ginásio de esportes Padre José Pagnacco, o Caramuru contou com o apoio de centenas de torcedores que empurraram o time do início ao fim da partida. “Estamos surpresos e muito contentes. Esperávamos um público no máximo de 200 a 250 pessoas, e fomos surpreendidos com mais de 560 pessoas, que além de nos prestigiarem, torceram, apoiaram, e foram fundamentais nos momentos delicados da partida. É muito bom jogar em casa, ainda mais num momento favorável e esperamos num próximo encontro, retribuir esse carinho que recebemos na partida de quarta”, destaca o técnico Fábio Sampaio. 
Com a vitória – de virada - a equipe está na liderança do grupo com nove pontos e está muito perto da classificação para a segunda fase do torneio realizado pela Confederação Brasileira de Voleibol (CBV). Mas, no que depender do técnico Fabio Sampaio, a equipe não deve diminuir o ritmo. “Devido a alguns resultados a classificação está bem próxima. Com dez pontos a classificação é certa e já garante minimamente a quarta colocação da chave. O fato de termos conquistado três vitórias nos dá tranquilidade para trabalhar e continuar na busca de bons resultados, se tivesse acontecido o inverso, certamente o ambiente não seria bom para trabalho, e as incertezas nos incomodariam e muito”, destaca. 
E, sobre a partida contra a equipe de São Bernardo, Sampaio ressalta a qualidade da equipe adversária os acertos do grupo castrense. “O São Bernardo é um time muito bom, que erra pouco. Por isso tivemos dificuldade em unir nosso estudo técnico à prática de jogo. Eles souberam explorar os pontos fracos da nossa equipe, os mesmos que estamos exaustivamente treinando para anulá-los. Mas, fizemos algumas trocas que acabaram dando certo, e pudemos sair com resultado positivo”, ressalta. 
Com intervalo bastante pequeno entre uma partida e outra, a equipe não tem muito tempo para comemorar o resultado, pois já se prepara para enfrentar o ASPMA/Araucária/Berneck, em Araucária, neste sábado (30), às 18 horas, no ginásio Parque Cachoeira. “Temos a jogo um grande obstáculo. O Araucária precisa da vitória para manter chances de classificação, e eles têm bom plantel. Além disso, este é um clássico estadual em que eles levam imensa vantagem no histórico de confrontos. Mas, nós, estamos sempre focados, mesmo nesse momento de êxito, sabemos que somos franco atiradores, e manteremos isso até o último jogo que participarmos na competição”, reforça Sampaio. 
Enquanto o Caramuru vem de uma importante vitória, a equipe do ASPMA/Araucária/Berneck vem de uma derrota, fora de casa, contra o Apan/Barão/Cremer. Em entrevista à Federação Paranaense de Voleibol, o técnico do Araucária, Everson Ribeiro, frisou a necessidade que a equipe em ganhar de Castro e destacou que a equipe castrense terá de 'suar a camisa' para vencer o Araucária. “Castro tem suado a camisa dia a dia. Temos nos empenhado muito, não só contra o Araucária, mas contra todas as equipes que temos enfrentado. A cada partida teremos de deixar um pouco de nós em quadra. Este é o espírito da nossa equipe, vamos respeitar todos os adversários, mas vamos nos impor sempre”, exalta o técnico castrense. 
Depois de enfrentar o Araucária, o Caramuru Vôlei volta a se encontrar com sua torcida em duas partidas consecutivas em casa; no dia 13 de fevereiro, contra o Santo André (SP) e no dia 16, contra o Sesi (SP). “Esperamos poder contar com o público que esteve nesta quarta para empurrar nossa equipe novamente”, completa Sampaio.
A Superliga B conta desta vez com 21 equipes de oito estados brasileiros. No torneio masculino são 13 times, enquanto no feminino oito clubes brigam pelo título, com as finais marcadas para o dia 19 de março. Neste ano, quinta temporada masculina e terceira feminina, os campeões de cada naipe ganharão uma vaga na Superliga 15/16.