Veterinários de Castro e cidades da região estão participando nesta quinta-feira (18), no Sindicato Rural de Castro, do ciclo de palestras do Programa Nacional – Brucelose: Diagnósticos e Zoonoses.

O veterinário Carlos Eduardo Coradassi, do Conselho Regional de Medicina Veterinária, explicou que a brucelose é comum em áreas de bacias leiteiras, acometendo animais e seres humanos. “A missão do conselho é interiorizar as palestras para levar informações importantes para profissionais e a população. A brucelose é uma doença permanente e existe a necessidade de controle”, disse.

A coordenadora da Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal de Saúde de Castro, Natalie Cotrim Zadhi, destacou que a orientação é importante para aqueles que estão diretamente ligados com a manipulação dos animais. “A vigilância está orientando, principalmente visando a saúde do trabalhador”, diz.


Doença

A brucelose é uma doença infecciosa causada por uma bactéria que ataca os bovinos, outras espécies animais e o homem. É transmitida para o ser humano pelo contato direto com animais infectados, e no caso dos bovinos, pelo consumo de leite não pasteurizado e seus derivados.

Nos humanos, os sintomas são parecidos com os da gripe como febre, dor no corpo e na cabeça, fraqueza e suores noturnos, entre outros. O tratamento pode ser feito nas unidades de saúde. Em Castro, foram registrados três casos este ano.

No rebanho, o controle e erradicação da doença deve contar com práticas que envolvam a identificação a e eliminação dos animais infectados.